Fundo da barra de navegação
GTC - Grupo Típico de Cadima

GTC - Grupo Típico de Cadima

Nº 22 | Cadima

Tasquinhas

O Grupo Típico de Cadima nasceu quando, durante uma faina agrícola, um
grupo de moças teve a ideia de criar um rancho. A esta ideia deu forma a União
Recreativa de Cadima, com o apoio técnico da Federação do Folclore Português,
em 4 de Março de 1980.

Depois de uma exaustiva pesquisa baseada na verdadeira etnografia do
povo gandarês (recolha de danças, músicas, canções populares e reconstituição de
trajes) realizou-se, em Cadima, o 1.º Festival Internacional de Folclore, no dia 18 de
Julho de 1981.

Dos trajes salientam-se os de noivos, ver-a-Deus, gandareses ricos dos finais
do século XIX, os de trabalho, romarias e domingueiros do início do século XX.

As danças mais características são: vira, verde-gaio, fado e farrapeira
dançadas à voz do mandador e cantadas ao desafio e também várias danças de
roda, consideradas as mais antigas.

A persistência e fidelidade do seu trabalho tem-lhe valido ocupar lugares de
representação nas mais importantes manifestações da nossa cultura popular, tendo
já participado em vários festivais e romarias de Norte a Sul do país incluindo as
Ilhas, assim como em alguns países da Europa.

Tem a sua sede em Cadima, histórica Freguesia do concelho de Cantanhede,
geograficamente situada numa área plana conhecida por Gândara, entre a Bairrada
e o mar.