Fundo da barra de navegação
Rancho Regional "os Esticadinhos" de Cantanhede

Rancho Regional "os Esticadinhos" de Cantanhede

Nº 35 | Cantanhede/Pocariça

Tasquinhas

Bacalhau à Esticaditos

A inspirada denominação “mariálvica”, derivado título brasonado de D. António Luís de Menezes, Conde de Cantanhede e Marquês de Marialva, bravo cabo de guerra ligado às batalhas de Lindas de Elvas e Montes Claros, nascido em Cantanhede e que assinala a sua figura histórica como nobre personagem das guerras da Restauração de Portugal.

Foi em 1923 com a designação de Marialvas Futebol Clube, que nasceu o primeiro agrupamento com o termo “mariálvico”, que duraria pouco tempo, se atendermos haver um entendimento entre os atletas que faziam parte deste conjunto e outros jogadores que tinham feito equipa no Sport Clube Cantanhedense – o primeiro grupo de futebol que existiu nesta localidade. Assim, do Marialvas Futebol Clube e do Sport Clube Cantanhedense, em 1925, por fusão, veio a criar-se o Marialvas Sport Clube, que de igual modo teve curtíssima existência.

Depois de um interregno, surge uma camada de desportistas mais novos que fundaram entre 1929 e 1930 o então, Clube de Futebol “Os Marialvas”.

O novo agrupamento marialvino é registado em 1932, ao nível do Governo Civil, passando a jogar de personalidade jurídica, elaborando-se os Estatutos para o reger.

No mesmo ano, com a primeira Direção, constituída por António dos Santos Cravo, Amadeu Ferreira da Silva, José Loureiro, Júlio Rodrigues Pereira, Sancho Ferreira Alves, Francisco Lobo e João Pato, supõe-se que se adquiriu o terreno ao Dr. Toscano, ladeado por um vasto eucaliptal, onde se criou o recinto desportivo de S. Mateus.

Em 1938/39 começa por disputar o Campeonato da Promoção Distrital, sendo vencedor da mesma, a qual lhe deu ascendência à 2ª Divisão Distrital em 1946/47, dado que durante alguns anos esteve inativo.

Sobe novamente para a 1ª Divisão Distrital em 1978/79, ascendendo aos nacionais, 3ª Divisão Nacional, onde se consagrou durante várias épocas consecutivas, e militando na 2ª Divisão Nacional, onde representou Cantanhede com grande glória.

Em 1988/89 desce à 3ª Divisão Nacional, onde permaneceu várias épocas novamente, e em 1998/99 volta a descer à Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra, onde se mantém atualmente.

Importante também será referenciar que maior parte do historial do Clube de Futebol “Os Marialvas” se perdeu no incêndio na antiga Sede do mesmo, ficando por saber muitos mais factos importantes da “vida” deste Clube.

Fundação
21 de Setembro de 1931